Virgem Maria no fundo do mar não é 'um mistério', foi instalada por autoridades nas Filipinas


MUNDO| Um vídeo em que um grupo de mergulhadores nada em torno de uma estátua submersa da Virgem Maria foi visualizado mais de 100 mil vezes nas redes sociais desde pelo menos 2014. As publicações asseguram que se trata de “um mistério”, que não se sabe como o objeto chegou ali, e que os homens o descobriram no Oceano Índico enquanto procuravam um avião desaparecido. Mas isso é falso: a imagem religiosa foi instalada pelas autoridades locais no recife de Danajon, nas Filipinas, em 2010.


“Foi encontrado no Oceano Índico, quando mergulhadores estavam procurando um avião desaparecido: uma imagem da Virgem Maria. Aos seus pés haviam pétalas de rosas que, pela lei da gravidade, deveriam flutuar na água. A imagem é enorme, no vídeo dá para ver que é, pelo menos, o dobro do tamanho de um homem”, se lê em publicações que compartilham a sequência no Facebook e Instagram.


As mensagens enfatizam o suposto caráter milagroso da presença da Virgem Maria no fundo do mar: “É um mistério como a imagem foi parar ali, no fundo do oceano. Se caiu de uma embarcação, deveria ter partido ou estar na horizontal. No entanto, estava de pé, como num altar, e sem nenhum sinal de violação. Outro detalhe é que, por estar no fundo do oceano por um tempo desconhecido, certamente deveria estar cheia de algas... Mas a imagem da Virgem está intacta, limpa. Vejam que lindo e manifestação de carinho e fé por parte dos mergulhadores”.


No entanto, uma busca no Google pela frase “Virgem dentro do mar” em espanhol levou a um artigo publicado em maio de 2014 pela Agência Católica de Informações afirmando que “a imagem foi colocada no recife de Danajon, junto com uma imagem de tamanho semelhante del Santo Niño, pelas autoridades municipais de Bien Unido [município da província de Bohol, nas Filipinas], em 2010”.


Esse recife está localizado no Mar de Bohol, nas Filipinas, e não no Oceano Índico, como indicam as mensagens virais.


Uma nova busca no Google, em inglês e acrescentando o termo “Bien Unido”, revelou que a figura religiosa é uma atração do local, um “santuário religioso subaquático”, chamado “The Bien Unido Double Barrier Reef Dive Site - the Underwater Grotto Shrine”.

Um artigo em um portal de turismo da província de Bohol explica que esse santuário foi instalado pelo governo “não só para impulsionar a indústria turística, mas também [como] uma forma de preservar os recursos naturais da cidade”, referindo-se especialmente aos peixes.


“As estátuas religiosas da Nossa Senhora de Danajon e Sto. Niño foram erguidas em 8 de setembro e 18 de outubro de 2010, respectivamente. Essas estátuas de 14 pés [4,2 metros] foram colocadas a 60 pés [18 metros] abaixo da superfície do mar para lembrar aos pescadores ilegais que Deus também criou os mares, assim como seus habitantes”, diz o site.


Em setembro de 2012, aconteceu a “primeira peregrinação submarina”, promovida por autoridades locais como “o único destino religioso subaquático da Ásia no único recife de barreira dupla nas Filipinas”.


Segundo uma notícia publicada por um veículo de comunicação local em 2012, desde a sua instalação houve uma diminuição da pesca ilegal na área.


Uma busca no YouTube pelas palavras-chave em inglês “Virgin Mary under water Bohol" permitiu encontrar o mesmo vídeo posteriormente viralizado, mas em melhor qualidade e em uma versão mais longa. Foi publicado em maio de 2013 pelo usuário Steven Coan, que se descreve como um webdesigner das Filipinas.


Veja o vídeo: