Vereador se veste de burro após Câmara homenagear guru Olavo de Carvalho em Porto Alegre (vídeo)


PORTO ALEGRE| O vereador Leonel Radde (PT) protestou de forma inusitada durante sessão ordinária na tarde de segunda-feira (05/09) na Câmara Municipal de Porto Alegre. Em reunião que aprovou a renomeação de uma via pública para Rua Filósofo Olavo de Carvalho, o parlamentar utilizou uma máscara de burro. O projeto de lei foi aprovado com 18 votos favoráveis e outros nove contrários. A via pública que será rebatizada é a Rua 4006, localizada no bairro Santa Tereza.


A proposta é de autoria da vereadora Comandante Nádia (PP) e descreve o guru bolsonarista como "um dos principais difusores de ideias do Brasil, sendo um grande crítico do pensamento coletivo nacional, orientado sobretudo para a autodefinição da especificidade, inclina-se a supervalorizar o popular, o antropológico e o documental acima do que chama de valores supratemporais".


"Utilizei a máscara porque considerei a mudança do nome da rua para Olavo de Carvalho e outro projeto que vedava outros nomes de ruas homenageando revolucionários como leis burras", justificou o vereador.


Olavo de Carvalho morreu aos 74 anos em janeiro deste ano e, apesar de aparecer como filósofo na homenagem, ele não possuía nenhuma formação na área. Ele era considerado um dos principais influenciadores da extrema-direita brasileira e um dos ideólogos do presidente Jair Bolsonaro (PL) e de seus filhos.



Votaram a favor da homenagem Jessé Sangalli (Cidadania), Cezar Schirmer (MDB), Felipe Camozzato (NOVO), Mari Pimentel (Novo), João Bosco Vaz (PDT), Mauro Pinheiro (PL), Alexandre Bobadra (PL), Comandante Nádia (PP), Airto Ferronato (PSB), Fernanda Barth (PSC), Claudia Araújo (PSD), Gilson Padeiro (PSDB)L, Kaká D'Ávila (PSDB), Ramiro Rosário (PSDB), Hamilton Sossmeier (PTB), Tanise Sabino (PTB), Alvoni Medina (Republicanos) e José Freitas (Republicanos). Já os vereadores Aldacir Oliboni, Laura Sito, Jonas Reis e Leonel Radde (PT), Karen Santos, Roberto Robaina, Matheus Gomes e Alex Fraga (PSOL) e Daiana Santos (PCdoB) foram contrários.


Veja o vídeo: