Urgente: Sérgio Moro não disputará mais o Palácio do Planalto pelo União Brasil



SÃO PAULO| A cúpula do União Brasil fechou um acordo, no ultimo sábado (02/04) restringindo o projeto de Sergio Moro a São Paulo e, com isso, a impugnação da filiação do ex-juiz a sua nova legenda será retirada. Segundo líderes do partido, os dois lados recuaram. A impugnação será retirada, enquanto Moro aceita que seu projeto político fique relacionado a uma candidatura para deputado ou senador.


Desde que se filiou ao União Brasil, Sergio Moro se empenhou em demonstrar que seu sonho de presidenciável não havia chegado ao fim. Nas últimas horas, esteve com Eduardo Leite e com Simone Tebet para provar que ainda era um interlocutor da disputa ao Planalto. A coletiva desta sexta também serviu para alimentar esse projeto.


Há pouco, porém, a cúpula do União Brasil divulgou uma nota que revela a dura realidade em torno de Moro em seu novo partido.


Depois de um dia de negociações, o União Brasil divulgou uma nota no final da tarde do sábado (2/04), na qual destaca que Sergio Moro é um "homem íntegro, capaz de enriquecer, junto às demais lideranças partidárias, a discussão sobre o futuro que almejamos para o país".


Sua filiação ao União Brasil tem como objetivo a construção de um projeto político-partidário no estado de São Paulo e facilitar a construção do centro democrático, bem como o fortalecimento do propósito dede continuarmos crescendo em todo país”, diz a nota divulgada por Luciano Bivar, ACM Neto e Antonio Rueda.


Ou seja: no União Brasil, Moro pode disputar cargos a deputado estadual, federal ou ao Senado. O sonho acabou.


Leia a Nota: