Rocha desaba em Capitólio (MG) e atinge lanchas; bombeiros confirmam 2 mortos e 23 feridos



MINAS GERAIS| Uma rocha se soltou de um cânion e atingiu três embarcações hoje (8), em Capitólio, cidade turística de Minas Gerais, segundo o Corpo de Bombeiros. O tenente Pedro Aihara, dos bombeiros de Minas, confirmou até o momento 5 mortos e mais de 23 feridos. Ainda de acordo com ele; de 70 a cem pessoas estavam no local, que está isolado e fechado.


Dados preliminares confirmam uma morte. Um vídeo que circula nas redes sociais, cuja veracidade foi confirmada pelos bombeiros, mostra o momento em que um grande bloco de pedras desaba na água, onde é possível ver três lanchas, das quais duas estavam próximas do desabamento.


Ainda segundo o Tenente, porta-voz do Corpo de Bombeiros de MG, confirmou duas. Disse ainda que há entre quinze e vinte pessoas diretamente afetadas pelo incidente. Sete vítimas foram levadas ao pronto-socorro de São José da Barra (MG), município localizado a 45,5 quilômetros dos cânions.


De acordo com informações repassadas pela recepção do hospital a imprensa, três pessoas chegaram imobilizadas, mas conscientes, na unidade de saúde. As demais apresentam quadros menos graves. Todas as ambulâncias do pronto-socorro se deslocaram para ajudar na ocorrência. Por volta das 14h25 ainda não havia mais detalhes sobre o quadro clínico das vítimas.


Em vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver que o impacto das pedras causa uma forte onda e atinge lanchas no local (veja abaixo). Também há imagens de resgate das vítimas —incluindo crianças.


De acordo com Aihara, ao menos uma lancha foi diretamente atingida pela rocha que desabou. Será realizada perícia na região e uma avaliação para definir se há riscos de novos rompimentos.

No fim da manhã, a Defesa Civil de Minas Gerais havia emitido um alerta para chuvas intensas na região de Capitólio com possibilidade de "cabeça d'água". "Evite cachoeiras no período de chuvas", diz o texto.