Morre aos 88 anos: Escritora, jornalista e ex-modelo Danuza Leão


RIO DE JANEIRO| Morreu no final da noite desta quarta-feira (22/06) a ex-modelo, jornalista e escritora Danuza Leão, aos 88 anos, no Rio de Janeiro. A morte foi confirmada à TV Globo por familiares de Danuza, que sofria de enfisema pulmonar e morreu de insuficiência respiratória.

Danuza fez sucesso no mundo da cultura e da alta sociedade carioca. Irmã da cantora Nara Leão (1942-1989), a escritora foi casada com o jornalista Samuel Wainer (1910-1989), com quem teve três filhos: Pinky Wainer, Samuel Wainer Filho e Bruno Wainer.


Ela também foi casada posteriormente com o compositor Antônio Maria e com o jornalista Renato Machado. Danuza nasceu em 26 de julho de 1933, em Itaguaçu, no interior do Espírito Santo, e se mudou para o Rio de Janeiro com a família aos 10 anos de idade.


Iniciou na carreira de modelo nos anos 1950, e foi a primeira brasileira a desfilar fora do país. Nos anos 1960, atual no clássico “Terra em Transe” (1967), dirigido por Glauber Rocha.

Como jornalista, foi cronista e colunista de veículos como Jornal do Brasil, Folha de S.Paulo e O Globo, e autora de best sellers como o livro de etiquetas sociais “Na Sala com Danuza”, de 1992, e sua obra de memórias “Quase Tudo”, lançado em 2005.

O corpo será cremado no Cemitério do Caju.