Modelo que foi arrastado por onda em praia, era apaixonado por motos e tocava acordeon


RIO DE JANEIRO| O corpo do modelo e educador físico Tunay Antunes, de 30 anos, foi encontrado na manhã desta quinta-feira (16/06) por guarda-vidas da região da Prainha, na zona oeste do Rio de Janeiro. Segundo o Corpo de Bombeiros, ele estava desaparecido desde terça-feira (14/06).

O modelo estava sobre uma pedra pescando próximo ao mirante do Roncador, na praia de Grumari, vizinha à Prainha, quando foi arrastado por uma grande onda. Antunes estava com a namorada, Joci Selinke, de 39 anos, que conseguiu se salvar.





A mulher disse que está "muita abalada e sem condições de falar [com a reportagem]". "Deus, nos dá força porque a minha acabou", postou nos stories do Instagram na manhã desta quinta-feira (16/06)


O Corpo de Bombeiros informou que fazia buscas na região desde que foi informado sobre o desaparecimento.


O casal veio de Santa Catarina e estava morando no Rio havia um ano. Além de trabalhos como modelo, Tunay era formado em radiologia médica e era também bacharel em Educação Física. Nas redes sociais, ele compartilhava momentos de atividade física, prática de mergulho, corrida e o gosto por motociclismo. Nas imagens, ele aparece ainda tocando acordeom.


Ressaca no RJ

Na última segunda-feira (13), o mar revolto chegou a invadir o calçadão da orla do Leblon, na zona sul do Rio, e deixou um rastro de areia no local. A Marinha emitiu um alerta de ressaca com possibilidade de ondas de 2,5 a 3 metros de altura para a orla do Rio de Janeiro entre domingo (12) e terça-feira (14).