Mãe e padrasto são presos por espancar até a morte o filho autista em Manaus; veja o vídeo


MANAUS| A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), deflagrou, nesta sexta-feira (1º/04), operação policial que culminou no cumprimento de mandado de prisão temporária da jovem Débora de Lima, 28, e Henrique Coelho de Souza, 23, mãe e padrasto foram presos suspeitos de torturar e espancar Luiz Carlos Tinoco de Oliveira, de 9 anos, filho de Débora. A mãe do menino disse que é inocente. A criança morreu na ultima terça-feira (29/03) em um pronto socorro da capital.


De acordo com a delegada Joyce Coelho, titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), os suspeitos são mãe e padrasto da vítima. As diligências iniciaram no dia 29 de março, quando o menino deu entrada às pressas no Hospital e Pronto-Socorro da Criança Joãozinho, localizado na zona Leste de Manaus, com marcas de violência por todo o corpo, ocasião em que a criança veio a óbito, sob suspeitas de maus tratos.


Ainda conforme a autoridade policial, as investigações apontaram que o casal eram os principais envolvidos na morte do menino, ocasião em que solicitaram à Justiça o mandado de prisão em nome deles.


O casal teria simulado uma separação após o ocorrido para tentar se esconder da polícia e foram presos em bairros distintos. O mandado de prisão de Débora foi cumprida no bairro Zumbi e Henrique no bairro São José, localizados na zona leste da capital.


A decisão judicial foi expedida no dia 31 de março de 2022, pelo juiz Henrique Veiga Lima, da Central de Plantão Criminal.


Veja o momento da apresentação do casal: