Flamengo joga mal, mas vence o Vasco com golaço de Arrascaeta, assista


RIO DE JANEIRO| Depois de 11 meses, Flamengo e Vasco voltaram a se enfrentar. O palco foi o Nilton Santos, pela 10ª rodada da Taça Guanabara, neste domingo, e o Rubro-Negro saiu vitorioso por 2 a 1, com gols de Filipe Luís e Arrascaeta, sendo que o uruguaio decidiu a partida com um chutaço nos minutos finais. Gabriel Pec marcou para o Cruz-Maltino, que peleou dentro de suas limitações, mas não evitou o revés num duelo em que ambos já estavam matematicamente classificados e "simularam" a provável semifinal.


O Vasco preparou um ferrolho, ciente de suas limitações, com a missão de segurar o ímpeto do Flamengo nos minutos iniciais. Raniel, inclusive, começou no banco para o time de Zé Ricardo reforçar as linhas de marcação. Não deu certo, já que escanteios bobos foram cedidos, em batidas de cabeça atrás, até que Arão cruzou uma bola para Filipe Luís, dentro da pequena área, abrir o marcador logo aos dez minutos.


"Vamos virar, Vasco".


A minoria nas arquibancadas, mas barulhenta, passou a cantar pela reação. O Flamengo seguiu o seu modelo de jogo a fim de rodar a bola no campo de ataques, com todos, e encurralar os rivais, que pouco incomodavam. A melhor e esporádica chance do Cruz-Maltino na etapa inicial foi via escanteio. Zé Gabriel cabeceou para Hugo realizar uma belíssima defesa.


E nada de mais emocionante rolou até o intervalo. Primeiro tempo frustrante (e até preguiçoso por parte dos favoritos).


Reação com os Gols


O Vasco sentiu o Flamengo arrefecer no fim da primeira etapa e apertou o passo para a reação no segundo tempo.

Os times vieram sem mudanças, o que a torcida rubro-negra ficou na bronca. Gomes vinha sendo pedido, e Andreas, nitidamente sem condições psicológicas para atuar, perdeu a bola no meio, David Luiz não encurtou, e Pec arrancou sem ser parado para acertar um balaço (e de direita). O lance foi o suficiente para Pereira sair muito vaiado de campo.


Craque decide para o FLA, ele de novo


A reta final do jogo foi sofrível tecnicamente. Um deserto de ideias, sobretudo para um bagunçado Flamengo, que terminou o jogo com seis homens no ataque.

A área preenchida forçou o Vasco a se encolher, e Arrascaeta decidiu o jogo, craque que é, com um tirambaço de fora da área.

Diferença feita com o brilho do jogador mais diferente do Fla, que salvou o time pela segunda rodada consecutiva.


Toque polêmico


Um lance de grande discussão marcou o minuto final da partida no Nilton Santos. Em bola alçada na área, os vascaínos reclamaram de um toque na mão de João Gomes. O árbitro de vídeo não chegou a chamar para uma análise, mas o Vasco saiu na bronca.


Veja os gols


Créditos: Lazio Dalfovo