Enquanto atuava como 'avião' do tráfico, jovem é morto a tiros em casa, no bairro Redenção em Manaus


MANAUS| Já era hora de fazer seu trabalho normalmente, na noite da ultima segunda-feira (21/03) que o jovem 'trabalhador' Hamilton Carlos de Andrade Rocha, de 29 anos, foi brutalmente executados a tiros. O crime aconteceu na rua carpina, no bairro Redenção, na zona centro oeste de Manaus. Hamilton trabalhava de dia como ajudante de pedreiro e a noite era 'aviãozinho' do tráfico de drogas, ele estava na esquina da rua vendendo drogas, quando foi surpreendido por um pistoleiro disparando contra ele.


Para escapar da morte, Hamilton tentou fugir correndo e foi se esconder na casa da própria mãe, mas o assassino, agiu com frieza e crueldade, adentrou a residência e o matou em frente aos familiares, e em seguida fugiu.

Os tiros atingiram o tórax e o abdômen de Hamilton. O corpo dele foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML).

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) investiga o caso.


A Lei do silêncio- A rua carpina e as demais ruas, por onde se ramifica becos e vielas, é área vermelha dominada e disputada por facções criminosas e onde impera a lei do silêncio: para os moradores ninguém ver, ouve ou fala nada, sobre as ações dos faccionados.