Em menos de 24 horas, dois jovens são mortos no bairro Compensa, zona oeste de Manaus


MANAUS| O crime não pára na zona oeste de Manaus; após a morte de um vendedor de 'pipas', de 22 anos, ocorrido na noite de ontem (04/08), na rua Cristo Rei, no bairro Compensa, em Manaus. Outro crime ocorreu já na manhã desta sexta-feira (05/08).



Sobre a dinâmica do crime ocorrido ontem (04/08), trata-se do jovem Miqueias Leno de 22 anos, ele estava dentro de um estabelecimento que vendia 'Pipas', popularmente conhecido como 'papagaio de papel' quando foi surpreendido por três suspeitos que já entraram no local efetuando vários disparos. Ele morreu na hora. Tudo indica que ele foi confundido com outro rapaz, pois tinha um irmão gêmeo.


____________________________________________


Já na manhã desta sexta-feira, (05/08) outro jovem identificado como Parleison Lima do Nascimento de 31 anos, foi morto em sua residência no beco do Comércio, no mesmo bairro, zona oeste.

As primeiras informações são do sargento Costa Andrade da 8º Companhia Interativas Comunitárias (8ª Cicom), homens armados invadiram a residência da vítima e efetuaram vários tiros na cabeça do jovem.



No momento da invasão ele estaria dormindo, ao chegar ao local do crime, a mãe da vítima entrou em desespero e se questionava porque tinham feito isso com o filho dela.


“É meu filho, meu filho, meu Deus eu dava a minha vida por ele. Por que não me levaram e deixaram meu filho? Meu filho! gritava a mãe.


Rosilda Lima, mãe de Parleison disse que ele já havia sido preso por tráfico de drogas e estava em busca de emprego. Ele deixa filhos.


O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML). A Delegacia de Homicídios e Sequestros (DEHS), segue investigando o caso.


Zona Norte-


Um jovem não identificado, foi encontrado na manhã desta sexta-feira (5/08), na rua Rio Purus, no bairro Colônia Terra Nova, localizado na zona Norte de Manaus.


Segundo informações preliminares, moradores da área que passavam pelo local encontraram o corpo do jovem já sem vida e todo ensanguentando.

O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML).