Em Live, líder do MBL grita e arremessa caneca ao defender Arthur do Val: 'Vão cassar ele'! vídeo


SÃO PAULO| O coordenador do MBL, Renan Santos, se revoltou durante live feita na noite de segunda-feira (7), quando falava sobre o risco do deputado estadual Arthur do Val ter seu mandato cassado pela Alesp. Em tom exacerbado, falou: “Os vagabundos estão se movimentando, e o Arthur vai perder o mandato”.


Em setembro do ano passado Renan dos Santos protagonizou outro caso de sexismo. Em fala com amigos ele afirmou que se fosse proibido de entrar em um bar iria estuprar uma mulher. Renan se defendeu afirmando que a gravação era de 2018 e se tratava de uma “brincadeira entre amigos” e que estava alcoolizado.


Renan esteve com Arthur do Val durante a viagem feita à Ucrânia, na semana passada, para acompanhar a invasão das tropas russas ao país. Ele também foi citado no áudio vazado em que o parlamentar diz que mulheres ucranianas “são fáceis porque são pobres”.


Veja o vídeo:



Aos berros, Renan diz que as declarações de Arthur não se comparam a atos de corrupção e roubos feitos por demais parlamentares, e diz que os próximos alvos são o deputado Kim Kataguiri e o vereador Rubinho Nunes.


“Ele não vai poder se eleger por oito anos. Coloca a mão na cabeça, porque, assim, cancelamento, ‘ah, pesado’. Foi uma declaração merda, mas isso não é roubar. E ele tá sendo cassado, porra. Acorda, caralho”, diz. “Já deu o luto! Já deu o ‘ai, olha só, desculpa’. Já deu. Vai deixar ele ser cassado? Amanhã é o Kim [Kataguiri]. Depois é o Rubinho [Nunes].


E depois vocês vão ter que votar na bosta desses filhos da puta todos, caralho”, disse momentos antes de arremessar uma caneca no chão.


A cassação do mandato de Arthur, também conhecido pelo seu canal no Youtube “Mamãe Falei”, já foi solicitada por 26 deputados da Assembléia Legislativa de São Paulo até o momento. Ele também enfrenta processo disciplinar interno no Podemos para julgar a possibilidade de expulsão da sigla pela prática de turismo sexual.