Caso Lorenna: Casa dos tios suspeitos de esquartejar criança é alvo de tiros em Manaus


MANAUS| Os inquilinos que moram no mesmo local em que Ana Beatriz Barbosa, 19, e Jhon Lenon Menezes Maia, 31, suspeitos de matarem e esquartejarem Lorenna Ferreira Rodrigues, de 2 anos, estão sendo obrigados a se mudarem após a casa ser alvo de tiros na noite da ultima quinta-feira (31/03), no bairro Compensa, na zona oeste de Manaus.


Segundo as primeiras informações, homens, não identificados, chegaram na casa onde Lorenna foi morta a pancadas pelo casal, e efetuaram diversos tiros de arma de fogo. No local, moram alguns familiares de Jhon Lennon que estão assustados com a represália e decidiram se mudar.


Ana Beatriz e Jhon Lenon são tios da menina e relataram a polícia que eles 'corrigiam' a criança por meio de agressões físicas. O corpo de Lorenna foi encontrado esquartejado na ultima terça-feira (29/03), dentro de uma mala enterrada em um terreno na comunidade Marechal Rondon, no município de Autazes ( 113 quilômetros a sudoeste de Manaus).


A criança foi espancada até a morte e teve as pernas e braços cortados. Ana Beatriz está presa no município de Autazes e Jhon segue foragido.


De acordo com o laudo do Instituto Médico Legal (IML), a criança teve hemorragia intracraniana, traumatismo cranio encefálico e trauma de ação contundente.