Assassino confesso de professor de dança é preso em Manaus


MANAUS| O assassino confesso Diego Ribeiro da Silva de 30 anos, foi preso na tarde desta terça-feira (21/06), ele é o principal acusado por ter assassinado à facadas o professor de dança Alex Rene Mota de Carvalho de 46 anos, no último domingo (19/06), o crime aconteceu no bairro Coroado na zona leste de Manaus.


(Vítima)


De acordo com o delegado Ricardo Cunha, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS),  Alex e Diego, mantinham um relacionamento amoroso há 5 anos, Diego era casado e no dia do crime, os dois tiveram um desentendimento, onde houve várias ofensas entre eles e em algum momento, o criminoso desferiu golpes de faca na região do tórax de Alex, que veio a falecer no meio rua do bairro, cenas presenciadas por vizinhos.


Diego fugiu do local após o crime, e na tarde desta terça-feira (21/06), se apresentou na sede da DEHS confessando o crime, na ocasião, foi cumprida uma ordem judicial em seu nome, no qual já ficou detido.


Na saída da especializada o suspeito disse à reportagem que não tinha nenhum relacionamento com a vítima e que Alex teria tentando matar ele primeiro.

Mas, segundo as investigações eles mantinham um relacionamento conturbado, onde havia negativas com mulheres, ele voltava a ter relacionamento com a vitima.

Ele responderá por homicídio e fica à disposição da justiça.







Relembre o caso:

O casal teve uma discussão na noite do domingo ( 19/06) quando Diego começou a humilhar a vítima. Alex foi agredido e ainda tentou fugir, mas foi alcançado por Diego que desferiu um golpe de faca contra ele. Segundo as investigações da polícia, o suspeito mantinha relacionamentos com mulheres e quando não davam certo ele voltava a se relacionar com Alex.


Diego disse durante depoimento que a vítima teria iniciado a discussão e pegado uma faca para atacá-lo, mas essa versão foi descartada pela polícia. Câmeras de segurança da rua onde aconteceu o crime registraram o momento do ação.


Testemunhas informaram à polícia que os dois tinha um relacionamento conturbado. Diego já possui passagens pela polícia no âmbito da Lei Maria da Penha contra duas mulheres, estelionato e desacato a autoridade.


Veja vídeos: