Após se eleger por um partido nanico, Wilson Lima assina filiação com o gigante 'União Brasil'


BRASILIA| Conforme anunciamos ontem (8/03) e reafirmamos nesta manhã o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), se filiou na noite desta quarta-feira (09/03), ao União Brasil (UB), em Brasília. Recebido pelo secretário-geral da legenda, Antônio Carlos Magalhães Neto (ACM), Wilson Lima destacou a força do União, partido com 81 deputados federais, a maior legenda na Câmara.


“A partir de hoje estou me filiando ao União, para que a gente possa ajudar na construção desse projeto que é um projeto importante para o Brasil e também para o Amazonas. Agradeço também ao PSC, partido que abriu as portas para nosso projeto político, por todo apoio e parceria. Vamos em frente”, declarou.


O ex-deputado federal e atual secretário municipal de educação Pauderney Avelino participou da filiação e deu boas vindas ao novo filiado e define a pretensões do partido.


"Nós estamos fazendo a construção no Brasil inteiro e no Amazonas não poderia ser diferente, O governador Wilson Lima vem para o partido para fazer as ações que o Amazonas precisa, e, o União Brasil estará ao seu lado sendo o seu partido agora para nós fazermos juntos essa construção, obviamente de todos os atores politicos que queiram entrar nesse projeto, nós estamos de porta aberta! Quero dar boas vindas ao governador Wilson Lima e dizer que vamos trabalhar muito para que, ele possa se reeleger e tambem obviamente fazer uma bancada expressiva de deputados estaduais, uma bancada expressiva de deputados federais também, concluiu.


Veja:


Wilson Lima se elegeu governador do Amazonas em 2018 pelo nanico Partido Social Cristão (PSC) com mais de 1 milhão de votos. Agora, de olho na maior fatia do fundo partidário e o tempo de exposição na TV, Lima buscou um novo partido para garantir sua difícil reeleição.


Com a troca, parlamentares do Amazonas também devem migrar para o partido. A mudança ocorre durante o período conhecido como janela partidária, prazo no qual parlamentares podem trocar de legenda sem perder o mandato.


O União Brasil surgiu da fusão entre o Partido Social Liberal (PSL) e o Democratas (DEM). Em outubro de 2021 as duas agremiações aprovaram a junção e o registro foi aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em fevereiro deste ano. O presidente nacional da sigla é Luciano Bivar.