'Academia Sem Pesos' chega em Manaus e promete treino inovador


MANAUS| Já pensou em ir para academia e não usar os pesos para fortalecer a musculatura, mas mesmo assim ter um bom resultado? A ideia é quase inacreditável, mas já existe no Brasil e, há quatro meses, a academia do futuro chegou à capital amazonense.


Atualmente, vive-se na época da instantaneidade e a tecnologia é a principal arma para facilitar a vida das pessoas e ajudar a poupar o tempo. Em paralelo com isso, a vida fitness está cada vez mais forte, e conciliar tempo e exercícios, não é uma tarefa fácil.


Com treinos de 20 minutos por até duas vezes na semana, a máquina XBody – tecnologia que usa a eletroestimulação muscular – é uma nova forma de se exercitar mais prática e que pode mudar a vida daqueles que não podem usar o método tradicional por conta do uso de pesos.


A academia do futuro não usa os pesos e a prática chegou em Manaus na Tecfit, em novembro de 2021, e já mudou a vida de diversos alunos que virão a máquina como uma alternativa para estimular os músculos do corpo por um todo, não só focando em uma região específica, como comumente acontece na academia tradicional.


“Aqui não é só ‘quero perder a pochete’, não existe isso. Você vai perder como um todo, vai exercitar todos os seus músculos”, revela Kevin Lima, treinador da Tecfit.


Como funciona?



Mas como essa tecnologia pode trazer benefícios se não usar peso nenhum? A XBody utiliza uma espécie de colete de treinamento feito de neoprene, semelhante a uma roupa de mergulho, porém com eletrodos, ligados a uma máquina.


Basta vestir esse colete de treinamento, sobre uma roupa de malha especial feita de algodão e elastano, para que o aparelho, uma vez acionado, estimule, simultaneamente, cerca de 350 músculos, se equiparando a duas horas de academia.

“A Tecfit é uma rede de estúdios onde acontece treinos personalizados de até incríveis 20 minutos, através da tecnologia XBody, que é o colete onde é estimulado cerca de 350 músculos ao mesmo tempo, a atividade dura somente 20 minutos e se equipara a uma atividade convencional de uma hora e meia a duas horas de academia”, revela o treinador Kevin.

Durante o treino, o praticante é ligado a máquina e usa o seu próprio corpo para praticar os exercícios. A sensação se equipara a pequenos choques na área estimulada, ao mesmo tempo que é como se fosse uma massagem pelo corpo.


Alternativa para que não gosta de academia



Para aqueles que não gostam de treinar, a tecnologia vem como uma alternativa. Os treinadores apontam que é uma academia para sedentários, pois se tem o mesmo resultado de uma academia convencional e pode colaborar para o bem-estar dos organismos dos praticantes que tem aversão a treinos tradicionais.


Um outro diferencial da nova técnica é a personalização do treinamento para as necessidades do praticante, além é claro, da rapidez e praticidade que pode trazer para a vida dos adeptos, com resultados em até oito sessões.

“Durante os 20 minutos você vai estar de frente para o professor, ele te corrigindo, orientando a forma certa. Você vai fazer movimentos idênticos aos de uma academia convencional. O diferencial é que é sem peso. E a cada oito sessões já tem o resultado comprovado. Você vem até o espaço e faz uma avaliação física, e a cada dois meses faz outra para comparar os resultados. A cada oito sessões, é comprovado que o resultado é satisfatório”, destaca o treinador Marco Antônio.

Apesar de ser mais fácil e rápido comparado a academia, uma coisa que não é diferente da convencional, é o dolorido que vem após os exercícios. Por ter exercitado os músculos, é comum sentir dores ao longo das áreas estimuladas no dia seguinte.


A principal recomendação é não tomar anti-inflamatórios para mascarar a dor, beber muita água e descansar. Após a prática constante, as dores deixam de existir.


O treinamento híbrido também é uma alternativa para os alunos. O empresário Luiz Vivian, que usa as duas formas de treino, revela o quanto a Xbody mudou a sua vida por conta da intensidade.

“A gente atinge regiões que não atingiram em um método convencional, pega músculos que você não consegue atingir antes e consegue pegar a segunda fibra, que é a branca. Na academia a gente perde a fibra vermelha. Tanto que esse treinamento não pode ser feito em sequência, pois pode ter uma lesão, uma fibromialgia. O estímulo é rápido, 20 minutos, mas é de uma forma intensa”, conta Luiz, aluno da Tecfit em Manaus.

O treino é indicado para maiores de 18 anos de idade e não tem um limite de faixa etária, podendo ser indicado até mesmo para idosos, que também já estão aderindo a prática.


Veja mais sobre a estrutura da academia e sobre o equipamento:



Serviço:

TecFit

Endereço: rua Rio Javari, no bairro Vieiralves, zona centro-sul

Horarios: segunda a sábado, com dois treinadores por turnos.


Por: Bianca Fatim