2 meses desaparecidos: primos perdidos em floresta no Amazonas são encontrados vivos, Veja o vídeo


MANAUS| Após 2 meses desaparecidos, Valdemir Paes Serrão de 31 anos, e José Viana Gonçalves de 29 anos, foram encontrados com vida nesta segunda-feira(28/03), após sumirem em uma floresta no município de Urucará ( a 261 quilômetro de Manaus).  Os dois são primos e, estão bastante debilitados, foram encaminhados ao hospital do município.

Um vídeo registrado por populares mostra o momento que os homens chegam ao porto da cidade e são encaminhados as pressas para uma ambulância.



Desabafo da Família- Familiares questionaram a falta de apoio das autoridades no resgate às vítimas e defendem a informação repassada durante as buscas que as vítimas seriam criminosos.


“Meus primos acabaram de chegar da mata que a própria família estava fazendo os resgate, porque eles foram abandonados, as buscas foram encerradas porque falaram que eles estavam foragidos. Mas eles não estavam sendo foragidos. Foram encontrados pela própria família que foram abandonados na mata para morrer. Não teve apoio de autoridade nenhuma”, desabafou uma prima das vítimas.


Outros desaparecidos-

Dos três homens que estavam desaparecidos, Aldemir Pantoja Serrão, 57 anos, foi encontrado sem vida no último último domingo (27/03).


A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) comunicou no dia 22 de fevereiro que, diante do cenário de buscas e resgate no município de Urucará, os rastros dos três desaparecidos indicavam fuga, conforme o relatório das equipes que foram enviadas para a região de selva. Por esse motivo, a SSP-AM alterou o status da operação para ação de busca e captura.


A nota de esclarecimento da secretaria também informou que as equipes policiais seguiram rastros que foram deixados pelos três homens, mas os detalhes apontavam que os perdidos, até então, tomam cuidados para não serem localizados, em razão de uma das pessoas possuir passagem pela polícia, conforme levantamento feito pela SSP-AM.


Desaparecimento- Os três homens estavam desaparecidos desde o dia 5 de fevereiro. O trio saiu da comunidade Buçuzal, na zona rural de Urucará para caçar, mas não retornou para casa. A Prefeitura teve conhecimento do desaparecimento dos homens no dia seguinte, domingo (6/02), quando foram iniciadas as buscas.


Buscas- Um reforço policial foi enviado para o município de Urucará (a 261 quilômetros de Manaus), para apoiar nas buscas de três caçadores que desapareceram em área de mata. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), foram enviados 14 homens, entre nove bombeiros, três policiais civis da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais do Amazonas (Core-AM), além de dois agentes do Departamento Integrado de Operações Aéreas (DIOA), que levaram a aeronave Petrel para sobrevoar, por cinco dias, a região que os caçadores desapareceram.



Morte cadela policial- Durante os trabalhos de busca, a cadela 'Honda', do canil da Polícia Militar do Amazonas, morreu após lutar com uma onça para proteger a equipe. O caso aconteceu no dia 16 de fevereiro. A equipe estava descansando no acampamento, quando a cadela percebeu que a onça estava rondando o acampamento, já se preparando para atacar. Após lutar com a onça, 'Honda' ficou muito ferida e acabou não resistindo e morreu. Ela foi enterrada no meio da floresta, com muitas honras. A Polícia Militar fez uma homenagem à cadela.





Veja o momento em que os resgatados chegam no porto do Município: